terça-feira, 1 de fevereiro de 2011

Fevereiro



. . . me tem o mesmo peso que um ano na sua totalidade. Um ano em que as canções rodam, rodam na mesmice.
Fico eu como Penélope . Adiando.