terça-feira, 20 de setembro de 2011

Dora, Doralina - Rachel de Queiroz

'' O ruim é quando fica dormente. E também não tem dor que não se acalme - e as mais das vezes que se apaga. Aquilo que  te mata hoje amanhã será esquecido, e eu não sei se isto está certo ou errado, porque acho que o certo era lembrar. Então o bom, o feliz se apagar como o ruim, me parece injusto, porque o bom sempre acontece menos e o mau dez vezes mais. O verdadeiro seria que desbotasse o mau e o bem ficasse nas suas cores vivas, chamando alegria.
Mais de uma vez disse que se tivesse uma filha punha nela o nome de Alegria...''


Dora, Doralina. Raquel de Queiroz (Pg.3)